Ganho de peso na pandemia: quais exercícios físicos podem ajudar?

Sempre dá para começar. A maioria dos malefícios do sedentarismo são conhecidos pela população: aumento de peso, doenças cardiovasculares como infarto e AVC, diabetes tipo 2, apneia do sono, entre outros. A “novidade” da pandemia é que essas comorbidades podem elevar um paciente acometido pela Covid-19 para um estágio mais grave. Isso nos faz associar a falta de atividade física com maiores complicações e pior prognóstico da infecção pelo novo coronavírus.

Dados assustadores comprovam isso. Uma pesquisa online feita pelo Instituto Ipsos, mostra que o isolamento social trouxe consequências à forma física das pessoas de 30 países. O levantamento aponta que 31% dos entrevistados tiveram significativo ganho de peso na pandemia. Entre os Brasileiros o índice chega a 52%. O aumento de peso mundial foi em média de 6.1kg no Brasil foi de 6,5 kg, pesquisa divulgada em janeiro deste ano.

Leia também: ALTERAÇÕES PSICOLÓGICAS E NO ESTILO DE VIDA APÓS A CIRURGIA BARIÁTRICA

Recomendações

As recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para pessoas saudáveis são de no mínimo 150 minutos de atividade física por semana para adultos e 300 minutos por semana para crianças e adolescentes.  A dica é se movimentar o máximo que puder,e em qualquer lugar. São várias opções como atividades on-line. Além disso, o ideal é buscar atividades físicas que possam ser feitas em casa e ou ao ar livre integradas ao cotidiano e que sejam prazerosas. Os centros de treinamentos como academias, box de treinamento, meio líquido e estúdios são bem-vindos, desde que tenhamos os devidos cuidados.

A qualquer momento e independentemente da idade, a adoção de hábitos saudáveis tende a trazer longevidade e qualidade de vida. Quanto maior o nível de atividade física, maior o efeito protetor sobre eventos cardiovasculares e mortalidade. Além da melhora na função cardiovascular e imunológica, exercitar-se contribui com a saúde mental, ajudando a reduzir sentimentos como estresse e ansiedade, comuns em tempos de isolamento social.

Fabio França

Preparador Físico da Equipe da Clínica Multidisciplinar

Ganho de peso na pandemia: quais exercícios físicos podem ajudar?